segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Secretaria de Cultura, Turismo e Patrimônio de Diamantina realiza o 5º Fórum Municipal de Cultura

     A Secretaria de Cultura, Turismo e Patrimônio de Diamantina, realiza o 5º Fórum Municipal de Cultura que acontecerá na próxima segunda-feira, dia 16 de Outubro, a partir das 19 horas, no Teatro Santa Isabel.
      “Arte pra mim é missão, vocação e festa”. Com esta afirmação do saudoso escritor Ariano Suassuna, a Prefeitura Municipal de Diamantina convida a todos os Diamantinenses missionários, vocacionados e festivos de todos os segmentos da arte e cultura para o 5º Fórum Municipal de Cultura.
Aberto a toda a comunidade artística e cultural, o Fórum pretendereunir representantes da música, do teatro, da dança, da literatura, do audiovisual e das diferentes identidades culturais, como as de gêneros, afrodescendentes e quilombolas.
     São objetivos do fórum discutir sobre a importância dos conselheiros municipais de cultura; promover o debate entre artistas, produtores e gestores dos diversos segmentos artísticos e eleger os novos membros do Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Municipal e Políticas Culturais de Diamantina, biênio 2017/2019. É importante salientar que para se eleger como conselheiro é necessário estar cadastrado no Cadastro Cultural do Municipio ( www.vivadiamantina.com/cadastro-cultural).
Como dispõe a lei que institui o Sistema Municipal de Cultura, o Conselho é um órgão colegiado consultivo, deliberativo e normativo, integrante da estrutura básica da Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Patrimônio, constituindo-se como o principal espaço de participação social institucionalizada, de caráter permanente.
   O Conselho Municipal de Patrimônio Cultural e Politicas Culturais de Diamantina, é formado por 16 segmentos, sendo 10 institucionais (02 SECTUR, 01 IPHAN, 01 Educação Superior, 01 Câmara Municipal, 01 Instituições de Cultura, 01 SRE, 01 COMTUR, 01 Mitra e 01 IBRAM)  e 06 com a sociedade civil (Artes Plásticas, Visuais e Audiovisuais, Música, Cultura Popular, Literatura, Artesanato, Artes Corporais).
5º Fórum Municipal de Cultura
Data: 16 de Outubro (Segunda-Feira)
Horário: 19:00hs
Local: Teatro Santa Izabel
Prefeitura Municipal de Diamantina
Adm 2017/2020
Nosso Maior Patrimônio é Você

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Intercâmbio de experiencias: " De olho no Patrimônio" - Diamantina e " Sentidos Urbanos"- Ouro Preto



Entre os dias 18 e 22 de setembro a equipe de professores itinerantes de educação patrimonial que compõem o programa De Olho no Patrimônio, de Diamantina, MG foram recepcionados pelo Programa “Sentidos Urbanos”, coordenado pela Casa do Patrimônio do IPHAN da cidade de Ouro Preto. A proposta de um intercâmbio de educação patrimonial, com vistas ao conhecimento e desafios que um programa permanente representa para o município, um avanço na implantação de política pública. 

O Programa “De Olho no Patrimônio” é uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Diamantina, administração 2017/2020, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Patrimônio, tem realizado ações inovadoras e pretende atingir cerca de 10 mil alunos das redes de educação do município de Diamantina. É o direcionamento à formação de uma equipe de professores da rede municipal de educação especificamente voltada para o trabalho com educação patrimonial. O programa conta com a parceria fundamental da Secretaria Municipal de Educação, Superintendência Regional de Ensino, o IEPHA e outras instituições sediadas em Diamantina. 

Para a Secretária Márcia Betânia, este é um dos programas prioritários da secretaria que tem uma missão fundamental para a cidade Patrimônio Mundial. A educação patrimonial com abrangência, consistência de método e diversificação de atendimento, na efetivação de um programa permanente. 

Aqui tem mais cultura!

ADM 2017/2020

Nosso Maior Patrimônio é você!





segunda-feira, 2 de outubro de 2017

PROJETO "MUSEU ITINERANTE"

                                     Projeto Museu Itinerante 

Durante os meses de Agosto e Setembro algumas das escolas municipais, estaduais e particulares  já acolheram a terceira ação do Programa Municipal de Educação Patrimonial “De Olho no Patrimônio”.  A exposição “EmCantos de Diamantina em Todos os Cantos “, foi idealizada pelo Museu do Diamante em parceria com a Diretoria de Patrimônio Cultural da Secretaria de Cultura de Diamantina, e deu corpo então, ao Projeto Museu Itinerante.
O Projeto Museu Itinerante tem por objetivo maximizar as ações realizadas nos intramuros, nos espaços de memória existentes em Diamantina. O propósito do projeto é fazer chegar à diferentes lugares, e em especial em nossas escolas, os produtos culturais já formatados por estas instituições, com o rico universo de memória.
A exposição EmCantos de Diamantina em Todos os Cantos leva às escolas municipais, estaduais e particulares, da sede e distritos de Diamantina a Exposição realizada em março de 2017, na sala de exposição do Museu do Diamante, na sua íntegra. Nesta exposição, observa-se Diamantina locais da cidade, em que o mesmo é mostrado em três períodos históricos diferentes a saber: 1910, 1988 e 2017, procurando preservar o mesmo ângulo.
Como esta atividades buscamos provocar o olhar dos discentes e docentes sobre as mudanças e permanências da paisagem urbana diamantinense assim como incitar um conceito de patrimônio cultural a legitimar e defender.


                                                                         Escola Municipal Belita Tameirão                                            

                                                                     

                                                                         Escola Estadual José Augusto Neves
                                                                  
     
             Escola Estadual Prof. Gabriel Mandacaru   

     Escola Municipal Nathalia de Jesus Silva


           Colégio Diamantinense              
                                                
Escola Estadual Ayna Torres

 Escola Municipal Célio Hugo
                                                        
Escola Estadual Leopoldo Miranda


                                                                         Escola Municipal da Sopa – distrito de Sopa


quarta-feira, 23 de agosto de 2017

SECTUR lança o Cadastro Cultural do Município





             A Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Patrimônio de Diamantina, lança o primeiro Cadastro Geral da Cultura do Município. O objetivo é cadastrar todas as entidades e os agentes culturais do Município de Diamantina.

             O Cadastro Cultural será feito on-line e facilitará a pesquisa, a contratação de artistas, a busca por informações culturais e a divulgação dos artistas, além de servir de subsídio para futuras políticas culturais da Secretaria Municipal da Cultura, Turismo e Patrimônio.

       O Cadastro Cultural do Município de Diamantina é um instrumento de reconhecimento da cidadania cultural e avanço na gestão das políticas públicas municipais de cultura. O Cadastro organiza e disponibiliza informações sobre ações e agentes do universo cultural do município: seus artistas, espaços, entidades, agentes e produtores culturais. O Cadastro Cultural é regulamentado pela Lei Complementar Nº 90 de 22, novembro de 2010.

          Para se inscrever no Cadastro Cultural de Diamantina, o interessado deve preencher o formulário disponível no site Viva Diamantina.

http://www.vivadiamantina.com/cadastro-cultural

Aqui tem mais Cultura!!!
ADM. 2017/2020
Nosso Maior Patrimônio é Você! Prefeitura Municipal de Diamantina
SECTUR – Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Patrimônio





quarta-feira, 16 de agosto de 2017

SOCIEDADE DIAMANTINENSE EM REGISTRO: O BAU DE MEMORIAS!!!!!!!




           Comunicamos a continuidade das ações do projeto BAÚ DE MEMÓRIAS, lançado por esta casa. Registra-se pedido aos cidadãos e cidadãs de Diamantina que tenham memórias (receitas, fotografias, histórias e estórias, causos, etc.), (fotografias, vídeos, textos, etc.), sobre a Guarda Romana, Festa Divino e Bolo de Arroz, que possam compartilhar seus arquivos e saberes com a Diretoria de Patrimônio Cultural, para que o conhecimento seja difundido. 
       O material poderá ser entregue na Diretoria de Patrimônio Cultural, de segunda a sexta-feira, no horário de 09:00 às 13:00 horas, para ser fotografado ou escaneado e logo devolvido a quem o apresentar.  Quem puder contribuir para contar causos, historias e estórias, pode agendar horário com o funcionário do setor, através do telefone 35319537 ou pelo e- mail: 
sectur.patrimonio@diamantina.mg.gov.br

           A Diretoria de Patrimônio Cultural está realizando o cadastro dos participantes da Guarda Romana, para tal, solicita a presença dos mesmos, a este setor, para realizar o registro. Devem trazer um documento de identidade. São ações que promovem a salvaguarda, preservação e divulgação da cultura diamantinense.  



segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Bem Imaterial registrado- Patrimônio Cultural de Diamantina Guarda Romana – Expressão de Fé e Tradição


                A Guarda Romana está inserida no vasto patrimônio cultural diamantinense, inscrita no Livro das Celebrações como bem imaterial do patrimônio de Diamantina devido à importância que lhe é conferida na Semana Santa, a particularidade dos seus toques e a execução de uma coreografia entre os guardas, o que é um diferencial em sua participação. Na composição da Guarda Romana, um conjunto de homens que externam sua fé e seu compromisso com os rituais da cidade de Diamantina. Vestidos a caráter, portando escudos e alabardas, participam da procissão do Enterro do Senhor morto, também da Via Sacra e outros momentos do rito. dia 04 de abril, o Arcebispo Metropolitano de Diamantina, Dom Darci José Nicioli e a Secretária Municipal de Cultura, Turismo e Patrimônio, Márcia Betânia de Oliveira Horta reuniram-se com os membros da Guarda Romana para pontuar a importância desta tradição, como uma referência na programação da Semana Santa. Membro da Guarda Romana há 63 anos, Sr. José Neves presidiu o encontro, apresentando a história desta atividade, como a guarda está organizada atualmente e relatou costumes que foram se perdendo ao longo do tempo, mas que precisam ser resgatados para manutenção desta tradição que faz parte da história religiosa e cultural de Diamantina.
            O arcebispo enfatizou: “Minha preocupação é que coloquemos espírito no que realizamos quando se tratam de eventos religiosos. Cada guarda é tão importante como o padre que vai fazer a pregação, porque pregamos o evangelho. Não fazemos somente a memória de um acontecimento histórico de 2 mil anos atrás, fazemos a atualização histórica, trazemos aquele acontecimento para 2017 e para as pessoas que vão viver o momento com a mesma força, o mesmo valor”
               Além da religiosidade, Márcia Bethânia destaca a importância cultural da Guarda Romana, como bem imaterial do patrimônio histórico de Diamantina e, na oportunidade, a secretária leva todo o apoio da Administração 2017-2020 para o fortalecimento das atividades da Guarda Romana. Após a reunião, os membros da Guarda, nas ruas de Diamantina, ensaiaram a coreografia para a sexta-feira Santa, sob o olhar zeloso do Sr. José Neves. 










EDUCAÇÃO PATRIMONIAL, UM PROGRAMA PERMANENTE NO MUNICIPIO DE DIAMANTINA




A Prefeitura Municipal de Diamantina, por meio das Secretarias Municipais de Cultura, Turismo e Patrimônio e Secretaria Municipal Educação, apresentam à comunidade diamantinense dia 13 de julho, o Programa Municipal de Educação Patrimonial, intitulado “De olho no Patrimônio”, como resultado de avanço em política pública, promovendo uma educação cada vez mais interdisciplinar, potencializando o aluno como sujeito da sua História.
O programa objetiva trabalhar a arte e a cultura como propulsoras do desenvolvimento social, viabilizar a formação inicial e continuada dos profissionais do programa, visando garantir a excelência dos serviços prestados e permitir nova postura da comunidade escolar em relação ao patrimônio cultural e a apropriação do seu espaço.
O público alvo prioritário são os discentes, docentes, especialistas e técnicos administrativos vinculados às unidades escolares das redes estadual, municipal e privadas do município de Diamantina.
A Gestão, acompanhamento e avaliação do programa serão exercidos por um colegiado constituído por representantes das secretarias envolvidas e Grupo de Trabalho de Políticas Culturais (IBRAM – Museu do Diamante, IPHAN – escritório técnico Diamantina, UFVJM, UEMG – Campi Diamantina, IFNMG – Campi Diamantina, Superintendência Regional de Ensino de Diamantina, Instituto Casa da Glória – IGC/UFMG) e o Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural e Políticas Culturais de Diamantina.

Trata-se de uma ação inovadora no âmbito das políticas culturais, em consonância com as diretrizes de educação e patrimônio da administração do prefeito Juscelino Brasiliano Roque.